O que ver e fazer >

Comer e beber

 
Anterior
Próxima

Boa mesa com todos os sotaques

Satyricon: vista perfeita para o mar

Búzios é um paraíso também quando o assunto é boa mesa, reunindo restaurantes franceses, italianos, japoneses, espanhóis... Em cada um, sabores e delícias típicas para os mais exigentes e variados paladares. A razão da diversidade é o grande número de estrangeiros que vieram passar uns dias no balneário, apaixonaram-se e por aqui ficaram.

De suas origens, trouxeram os temperos e os segredos que incrementam os pratos à base de frutos do mar – os pescados são os carros-chefe da culinária local, afinal, Búzios surgiu como uma vila de pescadores e está cercada de praias por todos os lados.

Na hora do jantar, o endereço tradicional dos restaurantes é a Rua das Pedras e sua continuação - a Orla Bardot, um belo trecho que vai até a praia dos Ossos, berço do povoado de Búzios.

Uma dica por ali é o badalado Bar do Zé que, apesar do nome, é um autêntico restaurante no melhor estilo buziano. Os pratos são servidos em mesas cobertas por toalhas coloridas, enquanto as velas garantem não só a iluminação, mas também o aconchego. Da cozinha saem risotos como o de camarão com brie, aspargos e azeite de trufas; e peixes – destaque para o cherne com mix de cogumelos -, além de massas frescas e carnes. 

Do mar para a mesa

Também na Orla Bardot, na charmosa Casa da Sereia, funciona o restaurante Salt. Lá, a arquitetura típica buziana divide a atenção com as mesinhas do deck de frente para o mar e com o cardápio mediterrâneo assinado pelo chef Ricardo Ferreira. Entre as sugestões, Atum em crosta de gergelim, purê de wasabi e couve crocante.  

O tradicional Satyricon é a sugestão para quem aprecia frutos do mar fresquíssimos - peixes e crustáceos são "pescados" na hora, nos aquários que decoram a casa de frente para a praia da Armação. Caso a preferência seja por uma pizza, basta trocar de salão - a pizzaria Capricciosa funciona no mesmo ambiente do Satyricon. Famosas no Rio, as massas seguem os padrões italianos e são feitas em forno a lenha com ingredientes selecionados.

Mamma Mia!

A Orla Bardot foi o endereço escolhido também pelo chef italiano Danio Braga para montar o Sollar Búzios. O restaurante funciona em uma belíssima casa do século 18 e que pertenceu ao ex-presidente JK. Inspirado no conceito "Mozzarella Bar", o cardápio privilegia os pratos italianos à base da iguaria, produzida sempre de maneira artesanal.

Destaque para o Risotto de Mozzarela burrata “macchiato ao sugo amatriciana” e Pappardelle com molho de surubim defumado, ricota de búfala e pesto de pistache. Nos arredores fica a pizzaria e grill Peixe Vivo, instalada em um terreno em cima do mar. Por ali, as redondas feitas no forno à lenha e as receitas meditrerrâneas encontram um concorrente de peso: o lindo visual da praia da Armação.

As pizzas também fazem parte do cardápio do Buda Beach Bar, que traz opções variadas com direito a imagens de Buda e cascatas espalhadas pelo ambiente.  


Merci beaucoup!

Cigalon: romantismo da entrada à sobremesa

Na Rua das Pedras, o sofisticado Cigalon, funciona na casa onde Brigitte Bardot escolheu para se hospedar durante sua estada em Búzios, nos anos 60. À mesa, os pratos com toque francês levam a assinatura da chef argentina Sonia Persiani.

Entre as sugestões da casa – e de dar água na boca - estão os lagostins em crosta de dois gergelins, folhas verdes e laranjas, seguidos pelo badejo com cogumelos e espinafre. Para finalizar com chave de ouro, aposte no crocante de maçãs verdes, creme de amêndoas e sorvete de canela. Mas as sobremesas à base de chocolate também merecem uma chance!

Sons e sabores do mundo

Já o Pátio Havana impressiona pela arquitetura, iluminação e decoração, assinadas por Hélio Pelegrino e Sig Bergamin. São cinco ambientes: whisqueria, adega, lounge com sinuca, pátio e bistrô.

A música ao vivo - jazz, blues e MPB - embala o espaço, que ainda reserva mesinhas voltadas para a praia do Canto e um menu completíssimo, assinado pelo chef Ismael Malafaia.

Dos mesmos donos, a Estância Don Juan capricha nos produtos argentinos e uruguaios, como as carnes, os vinhos e o doce de leite. Nos noites de terça-feira, o tango toma conta do ambiente, com direito a músicos e dançarinos.  

// Durante e depois da praia

Durante o dia, a dica é beliscar nos quiosques e bares espalhados pelas praias. A maioria oferece porções de camarões e lulas frescas, além de refeições completas, como moquecas e lagostas.

O canto esquerdo da Praia da Ferradura é repleto de opções. Na Brava, experimente os ceviches do Rocka Beach Lounge. Já em José Gonçalves, as casquinhas de marisco do Ranieri são famosas. Na agitada Geribá, fazem sucesso o açaí e os sanduíches do Fishbone Café.

A cidade oferece, também, excelentes opções de gastronomia à quilo. No Centro, Buzin e o Bananaland, ambos na Rua Turíbio de Farias (paralela à Rua das Pedras) oferecem receitas sofisticados em ambientes transados. Há também os estabelecimentos que servem a chamada cozinha artesanal buziana como o David e O Barco.

 O charmoso Porto da Barra, em Manguinhos,  também oferece variadas opções, algumas de frente para a praia, para um delicoso almoço pós-praia. Entre elas, o Bar dos Pescadores, famoso pelos pastéis de camarão e pelas moquecas, como a de namorado.

 Reserve um dia para ir ao Chez Michou. Os crepes, com os recheios variadíssimos, fazem sucesso há mais de 30 anos. Entre os preferidos está o clássico Alessandro, com queijo, presunto, tomate e orégano. Para a sobremesa, crepe de banana com chocolate crocante e sorvete de creme – imbatível! 

Para saborear massas frescas e receitas típicas da cozinha italiana como ossobuco e escalopes de vitela acompanhados por risoto, siga para o aconchegante Parvati, decorado com fotos de folclóricos personagens de Búzios. Já a culinária japonesa chega às mesas embaladas por música eletrônica no descolado e pequenino Captains Bar. No Pimenta Síria, as receitas árabes estão sempre tinindo. Aposte no rodízio, que traz quase todas as delícias do cardápio!

Esqueça a dieta

Na hora da sobremesa, aposte nos sorvetes de sabores que vão muito além do chocolate, creme, morango... Na Mil Frutas, chamam a atenção as delícias geladas de chease cake e goiabada com queijo. Já no Sorvete Itália, ao menos um novo sabor é lançado todo ano, quando o verão se aproxima. E para curtir o visual da praia do Canto ao entardecer, siga para o Maria Maria, um aconchegante café na Rua das Pedras que serve a famosa torta de chocolate com banana. Depois da orgia gastronômica, basta uma prazerosa caminhada pelas praias para detonar as calorias em excesso!

 

Porto da Barra: bares e restaurantes charmosos e perfeitos para curtir o pôr do sol ou um jantar à luz de velas

Manguinhos In - Porto da Barra

Saindo do circuito Rua das Pedras-Orla Bardot, uma excelente alternativa é o Porto da Barra, um espaço anexo à peixaria de Manguinhos. Instalados sobre um deque de madeira entre a praia e o mangue, bares, restaurantes, lojas de decoração e ateliês se espalham pelo agradável local – perfeito para ir no pôr do sol ou à noite.

Por lá estão o pioneiro Bar dos Pescadores e os contemporâneos Zuza e Donna Jô. O complexo reúne restaurantes de cozinhas variadas como o português Cais de Gaia e o descontraído Bar do Mangue, especializado em grelhados. Praticamente vizinho ao Porto funciona o Espaço Domme, um complexo de decoração praiana e que reúne os restaurantes Kojiki (japonês), Mare (frutos de mar) e Victorio (massas e carnes).

Pertinho do Porto e do Domme , mas escondidinho, fica o  Baroque, restaurante de culinária européia, tendo as delícias da cozinha alemã como destaque. No cardápio, salsichas defumadas, costela, goulash, kassler...

Também em Manguinhos fica o restaurante Gisele. Após pilotar com maestria o Bar dos Pescadores, a moça abriu a própria casa. Os destaques são as delícias que garantiram a fama da chef – os pastéis de camarão, as moquecas e o lagostim ao bafo. Aos sábados, a estrela é a feijoada, concorridíssima!

Seguindo para Geribá, a pedida é o Farinatta, com delícias do lendário restaurante Quintal. Entre elas, o Nhoque do Presidente, feito com camarões e batatas doce e inglesa; e o Macaquito, que combina camarões VG com creme de banana da terra, farofa crocante e arroz.

Manguinhos Inno do circuito Rua das Pedras-Orla Bardot, uma excelente alternativa é o Porto da Barra, um complexo gastronômico inaugurado em 2006 e que funciona anexo à peixaria de Manguinhos. Instalados sobre um deque de madeira entre a praia e o mangue, bares e restaurantes se espalham pelo agradável local – perfeito para ir no pôr do sol ou à noite.  Por lá estão o pioneiro Bar dos Pescadores e o contemporâneo Zuza, comandado pelo chef Cristopher Cabicieri. O complexo reúne ainda os restaurantes O Hedonista, com uma respeitosa adega; Primitivo, Captains Sushi, e a charmosa filial do carioca Quadrucci.   Também em Manguinhos fica o Restaurante Gisele. Após pilotar com maestria o Bar dos Pescadores, a moça abriu a própria casa em 2007. Os destaques são as delícias que garantiram a fama da chef – os pastéis de camarão, as moquecas e o lagostim ao bafo. Aos sábados, a estrela é a feijoada, concorridíssima!