Blog de Buzios

15 anos de Festival Gastronômico!

alfarroba.png

O Festival Gastronômico de Búzios completa 15 anos e, para comemorar, tem novidades: a festa acontece também na bucólica Praça dos Ossos, com música ao vivo, instalações, recreação e feirinha de orgânicos, nos sábados e domingos (dias 02, 03, 09 e 10 de julho), das 13h às 19h.
 
Já nos pontos tradicionais – Rua das Pedras, Orla Bardot e Rua Manoel Turíbio, no Centro; e Porto da Barra e Espaço Domme, em Manguinhos – o evento acontece sextas e sábados (dias 01, 02, 08 e 09), das 20h à meia-noite. 
 
Cerca de 50 estabelecimentos participam do festival, cujo formato segue o molde de sucesso há 15 anos: os restaurantes participantes servem degustações a preços populares em mesas montadas nos locais citados acima. 
 
Cada restaurante escolhe qual receita será oferecida, podendo ser uma entrada (R$ 15), um prato principal (R$ 20) ou uma sobremesa (R$ 15). Entre as delícias, saladas, burguers, risotos, tortas, sorvetes, crepes...
 
http://www.festbuzios.com.br/

Espaço Zanine

Espaço Zanine - Ronald Pantoja.JPG

No dia 30 de junho, Búzios vai ganhar um belo ponto de encontro de arte e cultura – a Escola de Artes José Zanine Caldas, na Avenida José Bento Ribeiro Dantas, no Centro (ao lado da Prefeitura). A construção, abandonada por mais de dez anos, abrigará ateliês, oficinas e exposições de artistas e artesãos.

Projetada em 2001, a obra foi o último trabalho do arquiteto baiano José Zanine Caldas, conhecido como o “mestre da madeira”. Zanine manteve o respeito à arquitetura local a partir das formas e dos materiais, típicos das construções buzianas. Para a inauguração, a fotógrafa Sylvana Graça, que escolheu Búzios para viver há 18 anos, foi convidada para expor seus lindos registros da cidade. 

A marcha dos pinguins

Pinguim Forno2 .jpg

No inverno, é bastante comum a presença de pinguim nas praias de Búzios, vindos da Patagônia. Muitos, porém, estão perdidos, debilitados e cansados por conta da longa viagem. Por serem mansinhos, banhistas e curiosos sempre se aglomeram para verem os animais de perto. Essa atitude, entretanto, estressa ainda mais os bichinhos. 
 
Saiba como agir ao encontrar um pinguim na praia, de acordo com as dicas do Ipram - Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos:
 
. O que eu devo fazer quando encontrar um pinguim:
Ligar para o Ibama - 0800-0260-2828 / (22)2648-0373
 
. O pinguim está nadando na praia
Caso o pinguim esteja nadando próximo à praia, fugindo das pessoas, nadando entre os barcos, ativo e esperto, não tente capturá-lo, deixe-o livre. Ele ainda está saudável, não necessita ser resgatado e você pode se ferir na tentativa. Ele só deve ser capturado em caso de encalhe. Afaste-se para permitir que ele venha para a praia caso esteja debilitado, do contrário, ele vai ficar com medo e não vai sair da água.
 
. O pinguim já foi capturado
Se o pinguim estiver fraco, boiando próximo aos banhistas, "capotando" nas ondas, sendo jogado contra as pedras, ou cansado na areia da praia, ele provavelmente será capturado por banhistas e curiosos. Guarde-o em uma caixa de papelão forrada com jornal ou pano, mantenha-o seco, aquecido e longe dos curiosos. Se possível, próximo a uma lâmpada incandescente para ajudar no aquecimento. Se esses cuidados não forem tomados, ele poderá morrer. Não o molhe, nem o coloque para nadar. Não tente alimentá-lo, não o manipule e não deixe que crianças encostem nele.
 
. Por que não devo colocá-lo no frio? 
Os pinguins são originários da Patagônia, no extremo sul do continente, e possuem temperatura corporal entre 38,5 e 41 ºC. Em nosso país, eles chegam cansados, desnutridos e com frio, pois esgotaram suas reservas energéticas. Caso sejam colocados em locais frios, podem morrer por hipotermia.
 
.Por que não devo molhar o pinguim? 
Porque ele perdeu a sua capacidade de isolamento térmico e impermeabilidade. Se o molhar, ele continuará encharcado e com frio, o que pode levá-lo à morte.
 
. O pinguim está com o corpo manchado por óleo
Use algum tecido para manipular o animal e não use luvas de borracha ou látex. Não deixe o óleo entrar em contato com sua pele e não tente removê-lo em hipótese alguma. Mantenha-o em ambiente seco, aguardando o resgate.
 
. Devo dar comida para o pinguim? 
Não. No primeiro contato eles costumam ter medo dos humanos, e a tentativa pode estressá-los ainda mais. Além disso os espinhos de um peixe mal posicionado ou de uma espécie errada pode lesionar a boca. Eles devem ser alimentados por uma equipe capacitada.
 
. Como devo transportar o pinguim? 
Quem for transportar o pinguim em algum veículo não deve colocá-lo no porta malas ou em compartimentos abafados, pois ele morrerá no calor excessivo. Transporte a ave como se transportasse uma criança, já que ele também precisa de ventilação e temperatura amenas. Leve-o de preferência dentro de uma caixa aberta, no banco dos passageiros. Transporte-o apenas se for a última opção, e em trajetos curtos, até entregar para alguma autoridade competente, pois é necessário ter uma licença específica para capturar e transportar animais selvagens.
 
. Para onde levar o pinguim? 
Informe aos órgãos ambientais locais sobre o encalhe do pinguim. Eles irão encaminhá-lo ao local apropriado e autorizado mais próximo ao seu município, ou irão acionar os responsáveis pelo recolhimento. É importante lembrar que o encalhe de pinguins mortos também pode ser comunicado aos órgãos oficiais, pois a análise desses dados colabora para a investigação do fenômeno.

As areias rosadas da praia do Forno

areiarosa.jpg

As areias rosadas e avermelhadas da praia do Forno sempre chamam a atenção dos banhistas que chegam à bela enseada. O motivo? A forte presença do mineral granada em sua composição. Por ter uma densidade maior que a do quartzo, a granada se acumula na beira da praia enquanto o quartzo é "levado" pelo mar.
 
As areias são o produto da erosão que fragmenta as rochas. Sendo assim, ao observar as areias de praias de diversas localidades do mundo, enxergar-se uma diversidade de cores, texturas e composições por conta dos variados tipos de rocha.
 
Na praia do Forno, além da granada e do quartzo, a areia tem em sua composição mineralógica elementos como biotita, cianita, diopsídio, espinho de ouriço, fragmentos de conchas, magnetita, silimanita e tremolita-actinolita.

Choro & Jam session

choro1.jpg

Novidades no espaço cultural O Barraco Sustentável, em Manguinhos! O chorinho agora é aos sábados e aos domingos tem jam session. 

O chorinho, que antes acontecia às terças, agora rola aos sábados. O esquema continua o mesmo: a partir das 20h, o Trio Nazareth, formado por Robson Nascimento (pandeiro), Wladimir Wischansky (baixo) e Pepe Sevenzato (piano), apresenta clássicos de Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Jacob do Bandolim. Além de curtir a boa música, o  público conta com um serviço de bar que traz drinks, vinho e petiscos variados. 

O mesmo serviço está à disposição também aos domingos, dia de Jam Session. Das 17 às 22h, o palco fica aberto para os músicos convidados dos anfitriões Wladimir Wischanky (baixo), Fabiano Lemos (teclado), Phelippe Schoeder (bateria) e Pepe Sevenzato (piano). 

O Barraco Sustentável fica na Rua B, 27 (Loteamento Yucas), em Manguinhos. Informações e reservas: (22) 2623-7705.

Cinema francês

cinefrances.jpg

Para os amantes da Sétima Arte, uma ótima notícia! Começa na próxima quinta-feira(09/06) o Festival Varilux de Cinema Francês, no Gran Cine Bardot. A mostra vai até o dia 26 de junho e, entre os destaques, Florida, Chocolate, Viva a França e Agnus Dei. As sessões acontecem às 19h e às 21h. Programação: http://variluxcinefrances.com/2016/cidade/buzios-rj/ Informacões: (22) 2623-1298

Contagem regressiva!

hamburguer.jpg

Falta um mês para o festival mais gostoso de Búzios – o Festival Gastronômico, que acontece nos dias 01, 02, 08 e 09 de julho. Na 15ª edição, mais de 60 restaurantes do balneário confirmaram participação! E esse ano, a festa vai além do Centro (Rua das Pedras, Orla Bardot e Rua Manoel Turíbio) e Manguinhos (Porto da Barra e Espaço Domme). A Praça dos Ossos também entra na programação, com horário diferenciado (das 13h às 18h) e atividades artísticas. Nos outros pontos, as delícias são servidas das 20h à meia-noite. 

O formato segue o mesmo molde de sucesso: os restaurantes participantes servem degustações a preços populares em mesas montadas nos pontos citados acima. Cada estabelecimento escolhe qual receita será oferecida, podendo ser uma entrada (R$ 15), um prato principal (R$ 20) ou uma sobremesa (R$ 15).